O que é Terapia Manual? - Blog

Terapia manual é um termo genérico utilizado para designar um conjunto de técnicas terapêuticas utilizadas pelo fisioterapeuta para prevenir e tratar as mais variadas disfunções.

Um dos princípios da terapia manual é o de que o paciente deve ser avaliado como um todo, investigando dores e disfunções, detectando anormalidades do movimento, testando tecidos estruturais anatômicos para formar um programa de tratamento relacionado diretamente com os achados da avaliação.

Já que o sistema musculoesquelético subdivide-se em componentes musculares, articulares e neurais, e para cada um destes sistemas, a terapia manual possui ferramentas específicas para aplicabilidade (ROSA FILHO, 2010).

A terapia manual é uma das áreas da Fisioterapia onde o fisioterapeuta aprende a avaliar como um todo seu paciente, avaliando a dor e disfunção, detectando anormalidades do movimento e testando tecidos estruturais anatômicos.

O objetivo das técnicas de terapia manual aplicadas sobre os tecidos musculares, ósseos, conjuntivos e nervosos, para obter de forma direta ou reflexa reações fisiológicas que equilibram e normalizam as diversas alterações musculares, osteoarticulares, orgânicas e funcionais, assim como suas manifestações dolorosas.

Por que é a prática da terapia manual importante?

A terapia manual não é apenas uma especialidade para utilização de técnicas de mobilização passiva, os terapeutas manuais utilizam inúmeras técnicas e procedimentos como massagem de tecidos moles, facilitação neuromuscular proprioceptiva, eletroterapia, análise ergonômica, exercícios para melhora da força, coordenação, flexibilidade, estabilização segmentar, manipulação de alta velocidade, mobilização articular e mobilização neural.

Os Objetivos da Terapia Manipulativa são:

1) Identificar e corrigir disfunções de movimento nas articulações da coluna vertebral, membros superiores e membros inferiores.

2) Entender a relação entre as alterações do movimento normal com a má função dos componentes articulares, sistema nervoso e sistema circulatório.

3) Avaliar e corrigir desequilíbrios posturais e biomecânicos através de técnicas manipulativas, técnicas de mobilização dos tecidos e posturas de alongamento.

4) Aplicar os conceitos de fisioterapia manipulativa em todos os tipos de queixas de dores músculo-esqueléticas, reumatológicas, ortopédicas, traumatológicas.

Compartilhe: